Ações do documento

Planejamento CISL 2015-2016: Resultado Preliminar

Reunido na ESAF-DF nos últimos dias 25 e 26 de agosto, o Comitê Técnico de Implementação do Software Livre no Governo Federal revisitou suas diretrizes, resultando em definição de objetivos e construção de novo elenco de ações para o período 2015-2016.

O resultado a seguir ainda é preliminar, faltam-lhe ainda as tarefas de revisçao gramatical, uniformidade de termos utilizados, confirmação de prazos e responsáveis.

DIRETRIZES


1.Colaboração

  • Incentivar o licenciamento como Software Livre e Público dos softwares desenvolvidos pelos órgãos de governo.

  • Estimular o desenvolvimento colaborativo de software, as redes de colaboração, a participação de servidores públicos em comunidades de Software Livre incentivando a mudança de cultura organizacional;

2.Formação

  • Promover formação contínua do quadro de pessoal da administração pública e da sociedade em tecnologias livres, especialmente em desenvolvimento e colaboração;

  • Incentivar a pesquisa e desenvolvimento de Software Livre nas instituições de ensino e pesquisa;

3.Adoção de tecnologias abertas

  • Fomentar a adoção de soluções baseadas em Software Livre, Hardware Livre e padrões abertos na administração pública federal;

  • Fomentar o uso de Software Livre na sociedade;

4.Sociedade, Transparência e Inovação

  • Disponibilizar dados, conteúdos, processos e códigos para a transparência do governo e a auditabilidade plena, permitindo à sociedade ter acesso à informação pública para controlar a administração e com ela contribuir;

  • Fortalecer negócios em tecnologias abertas.

OBJETIVOS

  • Promover a evolução e fortalecimento de soluções em Software Livre

  • Criar, gerenciar, identificar e promover ações de formação estruturada para agentes públicos e sociedade.

  • Aperfeiçoar e criar ações de comunicação e documentação que divulguem casos de sucesso, demandas de TIC dos órgãos da Administração Pública Federal, dados e informações que apoiem técnicos, gestores e sobretudo a alta liderança

  • Atuar para facilitar a contratação e racionalizar recursos empregados em serviços de TIC baseados em Softwares Livres pelos órgãos da Administração Pública, de modo a reduzir gastos com modelos de contratação aprisionantes;

  • Identificar, mapear, monitorar e sugerir normativos que fortaleçam a política de adoção de Software Livre, o desenvolvimento de software cooperado e compartilhado e o fortalecimento do Software Livre como alternativa tecnológica e de soberania.

  • Promover a autonomia tecnológica, o desenvolvimento econômico, ecossistemas de startups e mPMEs; reforçando a necessidade de melhorarmos a qualidade dos serviços públicos prestados ao cidadão.

  • Criar uma grande rede de colaboração entre gestores e profissionais de TIC envolvidos com processos relacionados à Software Livre para o governo, promovendo o compartilhamento de conhecimento, de documentos, de casos de sucesso e buscando o aperfeiçoamento de forma cooperada do estado e dos serviços prestados ao cidadão.

 

AÇÕES

 

  1. Lei federal do ODF

    1. Propor minuta de lei, validando ela com a comunidade.

  2. Atualizar IN04

    1. Propor redação para restringir o "upgrade competitivo", obrigando o gestor a aceitar soluções baseadas em software livre

  3. Reestabelecer fórum SISP/CISL/CGU para viabilizar cumprimento da IN04

    1. Convocar Reunião ou reestabelecer reuniões com CGU

    2. Fazer levantamento das normas de SL e sua aplicabilidade

  4. Mapear lista de personalidades políticas pró-SL

    1. Preparar mapa de personalidades

  5. Analisar PPA/LOA sobre viabilidade de incluir classificação de despesa de SL

    1. Elaborar proposta de atualização incluindo classificação de despesas em SL

  6. Fazer o economizômetro do SL nos governos

    1. Definir metodologia de cálculo do Economizômetro

    2. Mapear questões para a pesquisa

    3. Criar Site

    4. Convidar órgãos para contribuir com a pesquisa

  7. Ampliar a divulgação das capacitações ofertadas pelo CISL / ÓRGAOS

  8. Apresentar as soluções mais usadas pelos órgãos da APF como um catálogo

  9. Comunicação 1 para muitos

    1. Rever estratégia de mídias digitais do CISL

  10. Comunicação muitos para muitos

    1. Fomentar a criação de comunidades de desenvolvimento no portal do SPB

    2. Ocupar PSP

  11. Realizar treinamentos sobre normativos para gestores

  12. Fortalecer a universidade do trabalhador com conteúdo de SL

  13. Fortalecer cursos de SL a distância

  14. Manter canal de vídeos de divulgação e formação

  15. Produzir material sobre compatibilidade de licenças

  16. Escrever proposta de conteúdo de SL para formação dos ATIs

  17. Abertura para palestrantes externos no CONSEGI / Outros eventos

  18. Ampliar participação dos órgãos em eventos de SL

  19. Promover evolução e desenvolvimento de SL

    1. Elaborar documento de orientações sobre como disponibilizar e como contribuir com SL e SP

    2. Criar e fortalecer rede de universidades que trabalhem com SL

    3. Viabilizar dinheiro público para SL / SP

  20. Criar e publicar guias de contratação

  21. Realizar contratação conjunta de algum SL ou SP

  22. Utilizar a rede para compartilhar contratos, editais, PBs, etc e divulgar resultados

  23. Promover casos de sucesso em SL e SP dando foco em gestão

  24. Plano do TI Maior específico para SL

  25. Programa Certics

ipv6
 
SoftwarePublico
 
Serpro
 
Portal Brasil
 
 

Impulsionado pelo Plone

Este site está em conformidade com os seguintes padrões: