Ações do documento

Planejamento CISL 2015-2016: Resultado Preliminar

Reunido na ESAF-DF nos últimos dias 25 e 26 de agosto, o Comitê Técnico de Implementação do Software Livre no Governo Federal revisitou suas diretrizes, resultando em definição de objetivos e construção de novo elenco de ações para o período 2015-2016.

O resultado a seguir ainda é preliminar, faltam-lhe ainda as tarefas de revisçao gramatical, uniformidade de termos utilizados, confirmação de prazos e responsáveis.

DIRETRIZES


1.Colaboração

  • Incentivar o licenciamento como Software Livre e Público dos softwares desenvolvidos pelos órgãos de governo.

  • Estimular o desenvolvimento colaborativo de software, as redes de colaboração, a participação de servidores públicos em comunidades de Software Livre incentivando a mudança de cultura organizacional;

2.Formação

  • Promover formação contínua do quadro de pessoal da administração pública e da sociedade em tecnologias livres, especialmente em desenvolvimento e colaboração;

  • Incentivar a pesquisa e desenvolvimento de Software Livre nas instituições de ensino e pesquisa;

3.Adoção de tecnologias abertas

  • Fomentar a adoção de soluções baseadas em Software Livre, Hardware Livre e padrões abertos na administração pública federal;

  • Fomentar o uso de Software Livre na sociedade;

4.Sociedade, Transparência e Inovação

  • Disponibilizar dados, conteúdos, processos e códigos para a transparência do governo e a auditabilidade plena, permitindo à sociedade ter acesso à informação pública para controlar a administração e com ela contribuir;

  • Fortalecer negócios em tecnologias abertas.

OBJETIVOS

  • Promover a evolução e fortalecimento de soluções em Software Livre

  • Criar, gerenciar, identificar e promover ações de formação estruturada para agentes públicos e sociedade.

  • Aperfeiçoar e criar ações de comunicação e documentação que divulguem casos de sucesso, demandas de TIC dos órgãos da Administração Pública Federal, dados e informações que apoiem técnicos, gestores e sobretudo a alta liderança

  • Atuar para facilitar a contratação e racionalizar recursos empregados em serviços de TIC baseados em Softwares Livres pelos órgãos da Administração Pública, de modo a reduzir gastos com modelos de contratação aprisionantes;

  • Identificar, mapear, monitorar e sugerir normativos que fortaleçam a política de adoção de Software Livre, o desenvolvimento de software cooperado e compartilhado e o fortalecimento do Software Livre como alternativa tecnológica e de soberania.

  • Promover a autonomia tecnológica, o desenvolvimento econômico, ecossistemas de startups e mPMEs; reforçando a necessidade de melhorarmos a qualidade dos serviços públicos prestados ao cidadão.

  • Criar uma grande rede de colaboração entre gestores e profissionais de TIC envolvidos com processos relacionados à Software Livre para o governo, promovendo o compartilhamento de conhecimento, de documentos, de casos de sucesso e buscando o aperfeiçoamento de forma cooperada do estado e dos serviços prestados ao cidadão.

 

AÇÕES

 

  1. Lei federal do ODF

    1. Propor minuta de lei, validando ela com a comunidade.

  2. Atualizar IN04

    1. Propor redação para restringir o "upgrade competitivo", obrigando o gestor a aceitar soluções baseadas em software livre

  3. Reestabelecer fórum SISP/CISL/CGU para viabilizar cumprimento da IN04

    1. Convocar Reunião ou reestabelecer reuniões com CGU

    2. Fazer levantamento das normas de SL e sua aplicabilidade

  4. Mapear lista de personalidades políticas pró-SL

    1. Preparar mapa de personalidades

  5. Analisar PPA/LOA sobre viabilidade de incluir classificação de despesa de SL

    1. Elaborar proposta de atualização incluindo classificação de despesas em SL

  6. Fazer o economizômetro do SL nos governos

    1. Definir metodologia de cálculo do Economizômetro

    2. Mapear questões para a pesquisa

    3. Criar Site

    4. Convidar órgãos para contribuir com a pesquisa

  7. Ampliar a divulgação das capacitações ofertadas pelo CISL / ÓRGAOS

  8. Apresentar as soluções mais usadas pelos órgãos da APF como um catálogo

  9. Comunicação 1 para muitos

    1. Rever estratégia de mídias digitais do CISL

  10. Comunicação muitos para muitos

    1. Fomentar a criação de comunidades de desenvolvimento no portal do SPB

    2. Ocupar PSP

  11. Realizar treinamentos sobre normativos para gestores

  12. Fortalecer a universidade do trabalhador com conteúdo de SL

  13. Fortalecer cursos de SL a distância

  14. Manter canal de vídeos de divulgação e formação

  15. Produzir material sobre compatibilidade de licenças

  16. Escrever proposta de conteúdo de SL para formação dos ATIs

  17. Abertura para palestrantes externos no CONSEGI / Outros eventos

  18. Ampliar participação dos órgãos em eventos de SL

  19. Promover evolução e desenvolvimento de SL

    1. Elaborar documento de orientações sobre como disponibilizar e como contribuir com SL e SP

    2. Criar e fortalecer rede de universidades que trabalhem com SL

    3. Viabilizar dinheiro público para SL / SP

  20. Criar e publicar guias de contratação

  21. Realizar contratação conjunta de algum SL ou SP

  22. Utilizar a rede para compartilhar contratos, editais, PBs, etc e divulgar resultados

  23. Promover casos de sucesso em SL e SP dando foco em gestão

  24. Plano do TI Maior específico para SL

  25. Programa Certics

ipv6
 
SoftwarePublico
 
Serpro
 
 
 

Impulsionado pelo Plone

Este site está em conformidade com os seguintes padrões: