Ações do documento

Uruguai aprova Lei de Software Livre

Expresso V3 será adotado pelo país, em breve

Uruguai aprova Lei de Software Livre

Lei poderá impulsionar a cooperação e trabalho conjunto entre Uruguai e Brasil

A Lei de Software Livre do Uruguai, promulgada recentemente, tem como destaque a obrigatoriedade do Estado distribuir informações em pelo menos um formato aberto, padrão e livre. Softwares desenvolvidos e contratados pelo governo devem ser, preferencialmente, licenciados como livres ao serem compartilhados.

A lei também considera de interesse geral que o sistema educacional proceda de forma a promover a utilização de software livre. 

Expresso V3

Indo ao encontro da nova lei está a negociação da utilização do Expresso V3, desenvolvido pelo Serpro, na Antel (empresa estatal de telecomunicações do Uruguai). Segundo a agência uruguaia, o caráter livre da solução foi um dos motivos pelos quais o V3 foi escolhido.

Segundo o secretário executivo Deivi Lopes Kuhn, do Comitê de Implantação de Software Livre do Governo Federal (Cisl), “a aprovação da lei é um grande passo para a adoção e planejamento de software livre e serve de exemplo para a América latina”. Para Kuhn, o desafio está em conseguir prioridade na administração pública para implantar a mudança.

Outro ponto destacado por ele é que o fortalecimento do uso do software livre pelo país vizinho possa impulsionar a cooperação e trabalho conjunto entre o Uruguai e o Brasil. “Quando trabalhamos com software livre, o conhecimento é compartilhado. Podemos cada vez mais trabalhar juntos para produzirmos tecnologia de maneira compartilhada e conjunta”, explica Kuhn.

Leia o texto assinado pelo presidente uruguaio José Mujica.

ipv6
 
SoftwarePublico
 
Serpro
 
Portal Brasil
 
 

Impulsionado pelo Plone

Este site está em conformidade com os seguintes padrões: