Ações do documento

Objetivos da Implementação do Software Livre para os anos 2003/2004 e indicadores relacionados

 

OBJETIVOS INDICADORES
A) Ampliar a capacitação dos técnicos e servidores públicos para a utilização de software livre. Número/Percentual de servidores capacitados (por órgão, e tipo de uso).
B) Ampliar significativamente a adesão e o comprometimento dos servidores públicos com o software livre. Satisfação/conhecimento dos servidores em relação ao software livre (pesquisa periódica).
C) Desenvolver um ambiente colaborativo para permitir a expansão do software livre. Quantidade, relevância e ganho econômico de projetos desenvolvidos no modelo colaborativo.
Quantidade, relevância e valor econômico de soluções em software livre tornadas disponíveis.
D) Definir e implantar padrões de interoperabilidade. Percentual da comunicação institucional utilizando padrões abertos.
Quantidade e relevância dos sistemas utilizando padrões de interoperabilidade que permitam a utilização de software livre.
E) Efetivar o software livre como ferramenta corporativa padrão do governo federal Percentual de redução de gastos com licenças e royalties.
Percentual de novas estações utilizando software livre.
Percentual de licenças proprietárias substituídas.
Percentual de estações utilizando OpenOffice e Gnu/Linux.
F) Conter o crescimento do legado baseado em tecnologia proprietária. Percentual de equipamentos adquiridos sem licenças OEM proprietárias.
Percentual de sistemas e serviços desenvolvidos em software livre.
G) Disseminar a cultura de software livre nas escolas e universidades. Projetos de grande visibilidade implantados.
Percentual de novas estações implantadas usando software livre.
H) Elaborar e pôr em vigência a regulamentação técnico-legal do software livre. Cumprimento das etapas do cronograma de regulamentação.
I) Promover migração e adaptação do máximo de aplicativos e serviços para plataforma aberta e software livre. Cumprimento das etapas do plano de migração dos legados.
Quantidade e relevância dos aplicativos e servidores objetos de migração.
J) Elaborar e iniciar implantação de política nacional de software livre. Cumprimento das etapas da elaboração e implantação da política.
K) Articular a política de software livre a uma política de fomento à indústria. Quantidade e relevância dos projetos apoiados.
Expansão de setores econômicos decorrente da política de fomento.
L) Ampliar significativamente a oferta de serviços aos cidadãos em plataforma aberta. Quantidade e relevância de serviços em software livre oferecidos ao público.
M) Envolver a alta hierarquia do governo na adoção do software livre. Avaliação qualitativa.

ipv6
 
SoftwarePublico
 
Serpro
 
Portal Brasil
 
 

Impulsionado pelo Plone

Este site está em conformidade com os seguintes padrões: